Análise Elementar Capilar - O que se pode aprender com o cabelo?

Análise Elementar Capilar - O que se pode aprender com o cabelo?

Sabia que pode determinar o seu estado de saúde examinando o seu cabelo? Graças ao desenvolvimento da tecnologia, a análise elementar capilar é uma forma fácil de diagnosticar a carência de minerais no organismo. O cabelo esconde todas as informações que podem facilitar a prevenção e o tratamento. Descubra o que mais pode ler no seu cabelo.

Estamos bem cientes da importância de manter a quantidade adequada de água e nutrientes no organismo. A nossa saúde depende dos seus níveis e, assim, através da análise da falta de determinados nutrientes, podemos introduzir uma prevenção eficaz e evitar muitos problemas. Não só os associados ao cabelo, mas também ao estado de todo o organismo. O cabelo é verdadeiramente uma fonte de informação valiosa.

O que é a análise elementar capilar?

A análise elementar capilar (abreviada como EHA - Elemental hair analysis) é um teste capilar baseado - como o nome sugere - na análise do conteúdo de vários elementos nos fios. Geralmente, avalia-se desta forma o nível de 24 elementos essenciais para a saúde e de 5 elementos tóxicos que devem aparecer em quantidades mínimas no organismo. Alguns deles são minerais necessários para que o cabelo cresça adequadamente e mantenha uma aparência bonita.

Os elementos identificados durante o teste incluem: cálcio, sódio, potássio, fósforo, zinco, magnésio, ferro, cobre, molibdénio, cobalto, crómio, lítio, estrôncio, níquel, manganês, selénio, vanádio, boro, bário, enxofre, prata, silício, iodo, estanho, bem como arsénio, mercúrio, alumínio, cádmio, chumbo, ou seja, elementos tóxicos.

Informações registadas no cabelo

Este é o melhor método para avaliar o estado do metabolismo mineral no corpo, que afecta não só a nossa aparência, mas também a saúde. A análise elementar do cabelo dá-nos a oportunidade de determinar qual o nosso tipo metabólico, de entre os vários milhares existentes. Por outras palavras, informa-nos sobre questões como

  • taxa metabólica,
  • as tendências do organismo para as doenças,
  • a taxa de digestão dos alimentos,
  • e o ritmo de envelhecimento.

O cabelo contém informações sobre o estado nutricional do nosso corpo, não só no momento presente, mas também nos últimos meses. O cabelo cresce cerca de 1 cm por mês, e os bioelementos são incorporados na estrutura do cabelo de forma permanente durante o seu processo de crescimento. Ao examinar um fragmento mais comprido, podemos recuar até um ano - analisar o nível de elementos que existiam na altura, compará-los com o estado actual e, assim, prever os problemas que podem surgir no futuro. Desta forma, é mais fácil escolher tratamentos capilares adequados, aplicar medidas de profilaxia ou tratamento de várias doenças.

Porquê a análise capilar?

Não podemos saber tudo através do hemograma completo?

Convém recordar que a concentração de elementos no nosso sangue (ou urina) é cerca de 50% inferior à do cabelo. O cabelo, as unhas e a pele são os alvos para onde vão todos os elementos, enquanto o sangue é apenas um transportador. A presença dos elementos no cabelo é sempre a mesma, enquanto no sangue se altera em função de vários fatores, como a hora do dia, a alimentação e até o nosso estado emocional. A análise elementar do cabelo permite avaliar com precisão a quantidade de nutrientes (mesmo as quantidades vestigiais, difíceis de encontrar noutros estudos) nos últimos meses e não apenas no momento do teste. O resultado não é sobrecarregado pela influência de alterações a curto prazo, por exemplo, ocorridas a diferentes horas do dia.

Análise capilar - indicações

Quem pode beneficiar das informações fornecidas pela análise elementar capilar? Antes de mais, será uma óptima solução para aqueles que lutam para manter uma boa condição física e mental. Além disso, para pessoas obesas, expostas a stress excessivo ou com actividade física elevada (atletas, trabalhadores físicos). Ao examinar a concentração de elementos no cabelo, é fácil determinar o estado do nosso corpo. Os resultados podem ajudar a escolher o tratamento ideal para vários problemas, tais como

  • fadiga crónica,
  • redução da imunidade do organismo,
  • problemas gastrointestinais,
  • doenças osteoarticulares,
  • queda excessiva de cabelo,
  • doenças dermatológicas como o acne,
  • mal-estar geral

Análise elementar do cabelo - descrição do exame capilar

Como é que é a análise elementar capilar? Esta análise requer equipamento adequado (por exemplo, espectrómetro), pelo que só pode ser realizada num laboratório profissional. No entanto, podemos enviar uma amostra do nosso cabelo para ser examinada num desses laboratórios, sem sair de casa nem participar presencialmente. O teste não é invasivo - a análise elementar capilar não é dolorosa, porque é realizada em cabelo previamente recolhido do paciente.

O preço da análise capilar é, por conseguinte, mais elevado do que o de uma análise de sangue normal. Pagaremos aproximadamente tanto pela análise elementar como pelo tratamento profissional de alisamento com queratina ou laminação do cabelo. É uma questão de escolha pessoal saber se vale a pena ou não.

O cabelo certo para o teste

Que quantidade de cabelo é necessária para o teste? Cerca de 300-400 mg, o que corresponde mais ou menos a uma colher de sopa. Regra geral, o cabelo deve ser recolhido da parte de trás da cabeça, cortado em vários sítios. Apenas os primeiros 3-4 cm do cabelo (a partir da base) são analisados. Isto é importante! Enviar apenas as pontas do cabelo para análise não faz sentido, pois são normalmente as mais danificadas, privadas de nutrientes e também as que absorvem mais poluentes. A segunda condição é a naturalidade do cabelo: os fios não podem ser pintados ou submetidos a permanentes (se tivermos sido submetidos a esses tratamentos, temos de esperar 6-8 semanas), e também devem ser limpos do excesso de agentes de modelação (lavados) - só então a análise elementar capilar dá resultados exactos.

A verdade sobre a análise capilar. Trata-se de um teste fiável?

Embora a análise elementar capilar seja um estudo muito comentado e controverso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) identificou-a como fiável. Foi defendido que o teste permite medir com precisão a concentração de oligoelementos, uma vez que estes se encontram em muito maior quantidade no cabelo do que no sangue e o seu conteúdo é fixo.

Infelizmente, os médicos continuam a olhar para este tipo de análise de forma desfavorável - de facto, o estado do nosso cabelo e de todo o corpo depende não só do número de elementos, mas também de muitos outros elementos. No entanto, os investigadores sublinham que não se deve minimizar as vantagens da análise elementar capilar. Recorde-se que a análise elementar capilar determina o excesso ou a deficiência de elementos, o que é uma forma rápida de descobrir a que é que estes desvios da norma podem estar associados, por exemplo, para identificar diversas doenças.

Sinta-se à vontade para partilhar connosco a sua opinião sobre o artigo.


Comentários: #0


Adicione o seu comentário. Será publicado assim que for aprovado pelo moderador.
Óleo de rícino
Spray de proteção térmica
Óleo de jojoba
Óleo de argão
Sérum facial com vitamina C
Política de Privacidade

O nosso website utiliza cookies, incluindo cookies de terceiros para utilização de ferramentas externas. Se o utilizador não der o seu consentimento, apenas os cookies essenciais serão utilizados. Pode mudar as definições no seu navegador a qualquer altura. Autoriza a utilização de todos os cookies?

Política de Privacidade